Viagens

4 países em 3 dias de motorhome

Eu sei… Cruzar 4 países em 3 dias de carro parece ser uma missão impossível. E é quase uma mesmo.

Cada país com uma língua diferente, com leis de trânsito diferentes, horas e horas dentro do carro, e parando em estacionamentos de beira de estrada pra dormir. E a nossa viagem ainda teve um bônus: o carro ficou sem gasolina no meio do caminho. Na França. Onde ninguém falava inglês. Nenhum estabelecimento por perto. Sem internet. Sem rede. E com a gente fazendo sinal pra pedir carona.

Mas eu tô pulando a história. Deixa eu “começar do começo”.

Quando eu e o Vitor descobrimos que meu pai precisava levar um motorhome da Itália até à Espanha, não pensamos duas vezes: “podemos ir contigo?“. Aventura por 4 países e ainda descolar uma road trip? Vamos!

Domodossola, Itália

Desembarcamos em Milão e pegamos um trem pra Domodossola — uma cidadezinha linda, que fica bem perto da fronteira com a Suíça. Domodossola seria só nosso ponto de almoço e de partida, mas durante as 4 horas que ficamos por lá, ela roubou meu coração. Que cidade gostosa! Com uma atmosfera de interior, onde todas as pessoas locais nos cumprimentavam na rua, e onde todo o lugar que você olhava, se deparava com montanhas maravilhosas. Lá a frase “uma luz no fim do túnel” seria traduzida pra “uma montanha do fim de cada rua”. Muitas montanhas mesmo.

Domodossola definitivamente entrou na minha lista de: Cidades Para Morar Quando Me Aposentar.

Logo depois de devorarmos pizzas e sorvetes italianos, foi hora de cair na estrada. Como sabíamos que a próxima parada levaria algumas horas, paramos no mercado e abastecemos o motorhome com algumas comidinhas pra janta, é claro.

Enquanto os meninos iam na frente (o Vitor e meu pai), sobrou pra mim, ter que ir atrás. Mas viajar com cozinha, banheiro, cama e um sofá super confortável, é muito fácil fazer uma road trip espontânea como essa! E a vista que eu tinha, não era nada mais, nada menos do que centenas de cidades diferentes passando do meu lado.


Monte Carlo, Mônaco

Depois de umas 6 horas de viagem, nossa primeira parada foi o segundo país do roteiro: Mônaco. Chegamos lá quando já era noite, então todas as fotos que tirei ficaram péssimas. Sem falar que o nosso “boas vindas” foi bem diferente: antes de permitirem nossa entrada no país, uns dez policiais nos pararam e nos fizeram muitas perguntas, e chegaram até a fazer uma vistoria dentro do motorhome (com metralhadoras!!!). Eu comecei a tentar a ajudar a situação, achando que se eu me desenrolasse no francês, eles seriam mais gente boa… que nada. Os policiais só me mandavam ficar quieta. Enquanto isso, eu olhava de canto pras metralhadoras, com o coração a mil.

Uns dez minutos depois, nos liberaram e, por fim, entramos em Monte Carlo. Passeamos um pouco de carro por lá, mas as estradas principais eram muuuito estreitas, escuras e montanhosas (nada ideais pra passar com um motorhome). Sem falar que depois do susto que os policiais fizeram a gente passar na fronteira, desistimos e decidimos que era melhor ir em direção à França.


Montpellier & Toulouse, França

O bom da França é que eles estão super preparados pra pessoas que viajam de carro e de motorhome: a cada alguns quilômetros a gente encontrava estacionamentos com banheiro público (super limpo), chuveiro e lugar pra despejar ~resíduos de banheiro~. Então passamos a noite em um desses estacionamentos.

Dormimos sem saber o que dia seguinte nos esperava.

No segundo dia, começamos com café da manhã no motorhome e com quilômetros e quilômetros sendo deixados pra trás.

Pra almoçar, paramos em outro estacionamento desses especiais pra quem tá viajando pelo país. Aproveitamos pra descansar, pra comer umas comidinhas francesas e pra tomar um vinhozinho (basicamente só eu no caso, já que não dirijo).

O legal de dirigir de motorhome é que não precisamos parar pra comer em nenhum restaurante. Fizemos até risoto com ele em movimento! Hahah

Quando estávamos quase chegando na Espanha (no final do dia), decidimos esperar pra abastecer em outro posto que uma placa indicava. Mas perdemos a entrada, e acabamos ficando sem combustível. Não tinha nada de mercado, posto ou casa por perto. A única coisa que encontramos foi um daqueles telefones de emergência de beira de estrada.

Quando comecei a ligação, perguntei se eles falavam inglês. O atendente só dizia “Parlez-vous français? Parlez-vous français?”. Sem Google Tradutor funcionando, percebi que minha única alternativa era tentar colocar em prática o meu francês que eu estava estudando há quase um ano.

Depois de tentar explicar o que tava acontecendo, consegui entender que ele chegaria ali em 30 minutos. Mas eu ficava me perguntando se realmente tinha entendido direito ou não ahahha! Mas 30 minutos depois, ali estava ele pra ajudar.

Pra resumir a história, o cara teve que guinchar o motorhome até o próximo posto de gasolina. Essas emergências são caras. Muito caras na Europa. Então aqui vai minha dica: SEMPRE viaje com seguro. Coisas acontecem.

Eu tô fazendo a história parecer bem mais leve do que realmente foi, mas a vida tá aí pra ser vivida, não é mesmo? Imprevistos acontecem, lições são aprendidas e a vida segue. E às vezes você precisa colocar os semestres de aula de francês à prova quando menos imagina! Hahah

Oviedo, Espanha

Essa surpresa na estrada acabou atrasando umas 6 horas do nosso roteiro. Mas no dia seguinte, finalmente, chegamos ao nosso ponto final: Espanha. Pudemos finalizar nossa aventura de motorhome com uma paella maravilhosa e cercados de mais uma parte da nossa família que encontramos por lá.


A viagem não aconteceu como eu havia imaginado: não conseguimos aproveitar tanto as cidades como eu achei que fosse acontecer. Mas eu não mudaria nada, porque eu tava com os dois homens da minha vida. Rimos muito com piadas velhas, conhecemos culturas diferentes, e passamos por muitas aventuras que nunca vamos esquecer.

Acho que imprevistos acontecem pra nos lembrar que nem tudo na vida acontece do jeito que a gente quer ou sonha, mas são esses imprevistos que nos fazem mais fortes e que nos preparam para as próximas etapas e surpresas do caminho.

Espero que tenha gostado de mais uma aventura por aqui.

Beijos,

You Might Also Like